10 melhores ferramentas para formatar e otimizar arquivos CSS

A formatação e otimização de arquivos CSS não é mais uma dor de cabeça para desenvolvedores da Web com a ajuda dessas ferramentas escolhidas a dedo!


Desde a sua criação, as folhas de estilo em cascata (CSS) têm sido amplamente usadas para delinear o visual das páginas da web. Eles incluem a definição de cores, layouts, animação e fontes. Sendo independente do HTML, o CSS permite adaptar facilmente uma apresentação da página da web a diferentes tipos de dispositivos com diferentes tamanhos de tela sem precisar alterar um pouco o conteúdo da página.

O CSS é chamado de folha de estilo em cascata devido à maneira como os valores das propriedades são aplicados à hierarquia de conteúdo. Os elementos filho podem herdar ou substituir valores de propriedade de seus elementos pai. Esses recursos são fornecidos por meio de um modelo baseado em um escopo hierárquico de efeito. O problema desse modelo é que, se não for usado corretamente, poderá afetar seriamente o desempenho de um site.

E ninguém gosta de um site lento. É por isso que eles precisam da otimização de CSS, juntamente com uma nova geração de ferramentas projetadas explicitamente para tornar os arquivos CSS o mais limpo e rápido possível.

A otimização do CSS pode ser feita de várias maneiras: os arquivos CSS podem ser reduzidos em tamanho, limpos, testados ou validados quanto à correção, arrumados, formatados para entender seu código e, em geral, melhor, podem ser sintonizado para permitir uma melhor experiência do usuário. Fizemos uma seleção das melhores ferramentas para cada uma dessas tarefas.

# Ferramentas de ajuste de CSS

CSS Minify

CSS Minify é uma ferramenta simples para reduzir o CSS: o processo de pegar o CSS embelezado, legível e bem formado e remover todo o espaçamento, recuo, novas linhas e comentários. O CSS minificado resultante pode ser usado com sucesso sem esses elementos. Além disso, a minificação torna o CSS mais difícil de ler, desencorajando os ladrões de código de roubar suas folhas de estilo trabalhadas.

Ao minificar seu código, é um bom conselho manter uma versão embelezada (não minificada) dele, porque você precisará lê-lo no futuro, caso precise fazer alterações nele.

Revestimento superior

Revestimento superior não é uma ferramenta para otimizar seu CSS. Em vez disso, é uma biblioteca CSS de código aberto projetada com velocidade em mente. É um descendente da linguagem de design da Adobe desenvolvida para Brackets, Edge Reflow.

O acabamento final inclui PSD e muitos outros artefatos de design, juntamente com uma coleção de ícones e guias de estilo simples e limpos de SVG. Ele também oferece ferramentas de benchmarking e a sofisticada família de fontes Adobe Source Sans Pro.

Embelezador de código

Embelezador de código é baseado no CSS Tidy, o popular analisador e otimizador de CSS de código aberto. Permite colar o código CSS para processar em uma área de texto ou obtê-lo em um URL. Depois de fazer seu trabalho, ele mostra o código otimizado, juntamente com uma lista das alterações feitas. Você pode copiar o código modificado para a área de transferência ou salvá-lo em um arquivo para uso posterior.

A ferramenta oferece uma lista significativa e abrangente de opções que permitem ajustar seus resultados para atender às suas preferências. Por exemplo, fornece cinco opções para compactação, variando de baixa compactação à compactação mais alta. Outras opções permitem especificar classificação, outras formas de compactação, remoção de itens desnecessários, entre outras.

CSS Nano

Outra ferramenta de minificação CSS é CSS Nano. Este é baseado em uma ferramenta criada para transformar estilos com JavaScript, chamada PostCSS. Graças à arquitetura de plugins dessa ferramenta, os criadores do CSS Nano conseguiram construí-lo a partir de pequenos módulos com funções restritas.

Por padrão, o CSS Nano pega o arquivo CSS que você processa e faz apenas otimizações seguras. Mas a ferramenta também oferece opções para levar a compressão aos limites. O funcionamento do CSS ainda será o mesmo, mas seu espaço em branco desnecessário será removido. Além disso, seus identificadores serão compactados e suas definições desnecessárias serão completamente eliminadas.

# Ferramentas de limpeza CSS

Marcação suja

Marcação suja faz exatamente o oposto dos minificadores: pega o código que você alimenta e o limpa, facilitando a leitura – desde que seja um código CSS válido. O código resultante é perfeitamente embelezado.

Os criadores do Dirty Markup dizem que quase um bilhão de linhas de código (considerando não apenas CSS, mas também HTML e JavaScript) foram embelezadas usando sua ferramenta.

Seletores Dust-Me

Seletores Dust-Me foi criado para digitalizar um site e encontrar seletores de CSS não utilizados para removê-los e reduzir o tamanho do seu código. Funciona como um complemento para Firefox e Opera.

Os Seletores Dust-Me podem trabalhar em uma página individual ou rastrear um mapa do site inteiro, mostrando os detalhes de todas as folhas de estilo e seletores encontrados, organizando-os de acordo com os usados ​​e não utilizados. A versão do Firefox é capaz de digitalizar páginas automaticamente enquanto você navega. Você só deve levar em consideração que, ao fazer isso, eventos de mutação podem acionar verificações adicionais se a página mudar.

CSS Lint

CSS Lint oferece uma interface minimalista: apenas uma grande caixa de texto na qual você cola o seu código CSS para que ele “fique preso”. Ele não informa o que o processo de limpeza fará com o seu código, mas uma mensagem de aviso na parte superior da página informa que os resultados afetarão seus sentimentos – e também o ajudará a codificar melhor.

CSS Lint valida a sintaxe do seu código em relação a um conjunto de regras predefinidas. Ao fazer isso, ele detecta possíveis ineficiências e erros. Com um pouco de personalização, o CSS Lint oferece a possibilidade de selecionar o conjunto de regras que você deseja aplicar.

# Ferramentas de teste / validação de CSS

Teste de estresse CSS

Teste de estresse CSS funciona como um bookmarklet (um pequeno pedaço de código JavaScript) que aplica teste de estresse ao CSS de qualquer página da web. A ferramenta indexa todos os elementos no código CSS e suas classes. Em seguida, inicia o teste de estresse removendo as classes uma a uma e cronometrando quanto tempo leva para rolar a página.

Se o tempo de rolagem da página diminuir consideravelmente ao remover um seletor, esse seletor representa uma área problemática que deve ser removida ou corrigida. Essa ferramenta funciona especialmente com o sofisticado código CSS3, que permite cantos arredondados, opacidade, sombras de texto e sombras de caixas. Todos esses efeitos podem ser feitos no CSS3 sem usar fatias de imagem, scripts especiais ou adicionar elementos adicionais.

Mas o CSS3 pode causar problemas: uma única propriedade pode resultar em redesenhos visíveis e problemas de rolagem de páginas. É aí que o Teste de estresse CSS pode ser útil.

Serviço de Validação CSS

Serviço de Validação CSS valida folhas de estilo em cascata e (X) HTML com folhas de estilo. A ferramenta verifica as propriedades definidas em todas as versões do CSS. Para validar uma página ou um arquivo CSS, basta inserir seu URI (identificador uniforme de recursos) e definir algumas opções básicas, como perfil (tipo de CSS a ser verificado), dispositivo de destino, avisos a serem exibidos e o que fazer com extensões de fornecedores problemas relacionados (mostrar erros ou avisos).

Quando estiver pronto, clique no botão Verificar e aguarde os resultados. O relatório final mostrará uma lista abrangente de erros e avisos, onde você encontrará propriedades inválidas, erros de sintaxe, extensões de fornecedor desconhecidas, entre muitos outros problemas que você deve corrigir em seu CSS para ajustá-lo. O relatório também mostrará todos os códigos CSS válidos em sua página.

BackstopJS 3

BackstopJS 3 automatiza o teste de regressão visual de interfaces de usuário da web responsivas. Ele faz seu trabalho comparando uma série de capturas de tela do DOM. Ele oferece uma lista interessante de recursos: há relatórios no navegador, também configurações de layout para impressão e tela e alguns outros recursos específicos, como filtragem de exibição e inspetor de referência / teste / visual diff.

Usando os scripts Puppeteer e ChromyJS, o BackstopJS 3 pode simular interações do usuário e é capaz de fazer testes com o Chrome Headless. Para eliminar problemas de renderização de plataforma cruzada, ele também integrou a renderização do docker. A ferramenta pode ser executada global ou localmente como um pacote independente e funciona bem com o controle de IC e de origem. O BackstopJS 3 é muito fácil de usar: com apenas três comandos, você pode percorrer um longo caminho.

Conclusão

Espero que as ferramentas CSS acima ajudem você a otimizar os arquivos CSS do seu aplicativo da Web para obter melhor desempenho. Se você estiver interessado em aprender CSS avançado, confira este curso brilhante.

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map